domingo, 7 de dezembro de 2008

Incenso de Limão

Prostrada como uma Lótus,
Minha alma reverencia a Força Maior
O inacreditável, o improvável é sempre melhor

Tomo as rédeas do meu destino, ninguém mais é responsável por mim,
Por que eu seria responsável pelo que tu fazes?

Só existe amor no meu coração,
Seu rancor foi ignorado,
Minha mágoa foi apagada

Fiquei tantas vezes irada, e agora, anestesiada vejo na prática que "tudo" não é "nada"

Sabedoria conservada, começar do início é uma grande sacada
Não demora o correto vence o incerto e se sobrepõe ao não querer, não saber, não ter
Compaixão, banalidades sem serventia
Volto pra casa levando sempre mais bagagem da noite do que do dia

As luzes e os raios me despertam para o amanhecer
Vencer, mais uma Noite Escura da Alma,
Deixar pra trás, mas não esquecer:
Eu sou minha melhor companhia
Eu sempre posso usufruir corretamente de Energia
Cada passo em frente são muitos passos em busca do meu ancião passado.

Em busca da essência, sem perder a decência nem esquecer a descendência.

2 comentários:

Damn disse...

Aiin amour.. mto lindo.. e sim.. o meu é baseado em fatos reais. *_*

Maurício Costa disse...

Para cada nada, há um tudo...force o nada, e o tudo virá como consequência e contrapartida.
um grande beijo!